O que aconteceu com os templates?

Das duas, uma: ou o mundo dos blogs enlouqueceu, ou eu parei no tempo no que se refere a layout de blog.

Quando eu comecei a escrever em blog não tinha essas modernidades todas de apertar dois ou três botões, upar uma ou duas imagens e pronto, tá feito. Eu lembro que o HTML do meu blog mais querido, que foi arrancado do ar pelo provedor (weblogger), era minuciosamente fuçado pra fins de personalização. Tudo o que eu sei ou ainda lembro de HTML eu aprendi fuçando naquele template.

Daí em 2007 eu criei um no Blogspot e passei uns bons anos refinando o layout, usando os blocos de widget. Eu sou escritora, DI e podcaster, ainda não manjo de CSS, então eu ia mudando uma coisa aqui, outra ali, e ia dando certo.

Pula pra hoje, Lise veio pro WordPress. Eu vou deixar bem claro aqui que eu não tenho nada contra blog com imagem, eu uso imagens nos meus textos. Mas olhando templates pra bagunçar, eu fui ficando meio irritada.

Tirando os templates nativos do WordPress, é praticamente IMPOSSÍVEL encontrar um layout sóbrio, voltado pra conteúdo. Sim eu sei pessoas normais usam o WP pra criar site e não blog, mas a quantidade de template voltado pra informação visual é irritantemente grande!

Como eu disse lá em cima, talvez eu tenha parado no tempo. Mas eu só queria um template sossegado, sem uma imagem enorme embaixo do header na página do post. Isso atrapalha bastante o texto, meh. É tipo podcast que tem vinte minutos de introdução antes do assunto: dá vontade de largar pra lá.